Itepa Faculdades: um berço de esperança!

image1 image2 image3 image4

Itepa Faculdades

Desafios e inspirações da espiritualidade Latino Americana II!

Segunda parte

 

            Diante da lógica do lucro, do consumismo e da ideologia do mercado, a espiritualidade do Bem-Viver e do Saber-Viver, será sempre rechaçada. Porque a ótica do capital especulativo e financeiro, dos que usurpam o poder e o abocanham, o fazem para perpetuar um sistema que vitimiza milhões de seres humanos. Constatam-se realidades de sofrimento, escravidão e morte que depois de amargas trajetórias, ainda persistem em nosso tempo e, as vezes, mais vorazes e doloridas. Há rastros de pobreza e irmãos nossos a mercê das condições promotoras de dignidade e liberdade estampadas em rostos de verdadeiras multidões em nossa Casa Comum. Este modo de conduzir a história está arraigado na espiritualidade da ganância, da prepotência, do domínio, da maleficência. Frente a essa ótica, a cultura do Bem-Viver é desqualificada. Passa a ser tratada como mal viver. Os cuidados, a relação com a Mãe-Terra, a construção coletiva da vida, respeitosa com cada pessoa e com tudo aquilo que Deus dispôs, são vistas como atraso cultural e ignorância dos que são na verdade produto dessa cultura do descarte, da dominação e de toda um estrutura de sociedade injusta e perversa. São muitas as argumentações e as justificativas usadas em nosso meio, para dizer de que não alcançou-se o progresso e o “bem-estar” como cidadãos, usados por essa lógica e mentalidade.

Decididamente, tais argumentos jamais justificaram, ao longo da história da humanidade e propriamente da América Latina, sistemas de exploração, dizimação de povos e suas culturas, apropriação e acúmulo de bens comuns, destinados pelo Criador a serviço de todos. Nem no passado, nem no presente, muito menos na gerações vindouras, cabem tais modelos. Pois desintegram, devastam e produzem práticas sobrepostas aos princípios universais e assolam e desconsideram as garantias constitucionais dos direitos humanos e a preservação da Casa Comum. Portanto, nenhuma instituição, organização e até mesmo, conduta pessoal é digna de reconhecimento sem que esteja alicerçada de uma espiritualidade do cuidado.

            É desafiador e inspirador fazer um olhar da memória histórica latino Americana a partir da espiritualidade sim. Quanto há em se aprender e entender ainda neste continente. De descobrir e interpretar eticamente, socialmente e com postura coerente, percepção e atitude mística em sua trajetória. Tanto sob o ponto de vista da pedagogia de sujeitos da história, como da espiritualidade do Bem-Viver, impele-nos a tecer progressivamente e, de forma coletiva, um processo libertador em todas as estruturas e mecanismos que corroem o sentido da existência humana e dos bens da Criação. Desinstala-nos e provoca-nos a estabelecer um novo modo de relações com o todo da vida. Instiga-nos a construir e pautar um estilo de vida, integrado, do consenso, do diálogo, do exercício do poder participativo e democrático. Da austeridade e autenticidade do Evangelho, como referencial de espiritualidade em cada povo, cultura, manifestação de religiosidade e caminho de fidelidade, sinais concretos de um projeto sustentado pela justiça, partilha, amor, paz e liberdade.

            Inspira-nos e desafia-nos a tomar posição e a lutar para que, através de pequenas iniciativas, promotoras da vida, sejam rejeitadas as práticas destrutivas da dignidade humana e da obra do Criador. Em nosso continente, em nossa evangelização, há muito a ser edificado. Esteja o nosso olhar bem atento, profundo, e liberto diante da história. Esteja estimulada a capacidade no legado daqueles e daquelas que, mesmo diante de tanta dor, violência e morte, souberam encontrar resiliência e garantir a esperança de um outro mundo possível. Esteja em mim, em você, em cada cultura, em cada grupo, organização e instituição a espiritualidade do Bem-Viver. Ninguém nos impeça de tornar concretizada a Igreja e a sociedade do consenso e do cuidado de tudo e de todos. Façamos da história de nosso tempo, lugar de realização humana e horizonte de vida e garantia para as futuras gerações.

 

Para ver a primeira parte do texto clique aqui.

Pe. Claudir Pressi

Estudante da Pós-Graduação em Espiritualidade

Share
joomla template gratuitjoomla free templates

Diocese de Chapeco

Arquidiocese de Passo Fundo

Diocese de Vacaria

Diocese de Erexim

Diocese de Frederico

© Copyright Itepa Faculdades - 2017 - Modelo desenvolvido por: Cleber, Ivanir e Giovani